• SINCODIVES

  • LEGISLAÇÃO

  • EVENTOS

  • ESTATÍSTICAS

  • COMUNICAÇÃO

  • ESTUDOS

  • INSCRIÇÃO


Publicado em 05/10/2021

No mês de setembro, no entanto, apenas o segmento de motocicletas teve crescimento em relação a agosto. Os demais continuam sofrendo com os baixos estoques, provocados pela continuidade de desabastecimento da indústria.

Embora no acumulado de janeiro a setembro de 2021, os emplacamentos de veículos continuem acima de 20% sobre o mesmo período de 2020, em setembro/2021, apenas o segmento de motocicletas apresentou alta em relação a agosto. Os demais (automóveis e comerciais leves, caminhões, ônibus, implementos rodoviários e outros) tiveram queda no período, segundo dados da FENABRAVE – Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores.

“A falta de veículos novos, em função da escassez de componentes na indústria, é um fenômeno global, que atinge outros países, como os Estados Unidos, por exemplo. Vivemos, hoje, possivelmente, o ponto mais crítico dessa crise de abastecimento de veículos, mas acredito que, nos primeiros meses de 2022, teremos uma clareza maior sobre a resolução do problema”, explica Alarico Assumpção Júnior, Presidente da entidade.

Em setembro/2021, o setor, como um todo, registrou retração de 4,43%, na comparação com o mês anterior. Em relação a setembro de 2020, a queda foi de 14,37%. O total de veículos emplacados no mês foi de 281.054 unidades, o que coloca o mês de setembro/2021 na 15ª. colocação do ranking histórico, entre todos os meses de setembro, desde 1957.

Revisão de projeções

Neste cenário, a FENABRAVE também anunciou a revisão das projeções para o ano. Na análise, divulgada em julho, havia expectativa de crescimento de 13,6% sobre 2020. Agora, a projeção aponta alta de 11,1% para todo o setor.

“Estamos diante de muitas incertezas e da maior crise de abastecimento de veículos já vivida, nos últimos anos. Isso nos fez reduzir as expectativas de crescimento para o ano, infelizmente”, alerta Alarico Assumpção Júnior.



Compartilhe:

 

 

Visitas: 70

Fonte: Fenabrave

FALE CONOSCO