DATA - Data
sábado, 15 de dezembro de 2018
Defendendo os interesses e representando a categoria.
SMAPN - Titulo

Informativo Regional

NEWS - Notícia - Lista
NEWSD - Notícia - Detalhe

Rivais de marcas japonesas(14/12/2018 09:00)


Na disputa acirrada pela liderança de vendas entre os SUVs compactos, HR-V e  Kicks estão próximos. O primeiro tem 44.240 unidades entre janeiro e novembro, ante 42.486 do rival. Pode ser que o Honda termine o ano como líder do segmento se o Hyundai Creta (44.057) deixar. De qualquer forma, o HR-V conta com as discretas mudanças da linha 2019 para defender o reinado.
Por enquanto, a versão topo de linha do Honda HR-V é a EX-L (R$ 108.500), uma vez que a Touring vai chegar apenas no início de 2019 com motor 1.5 turbo, o mesmo do Civic. E entre as principais novidades está a frente renovada e que inclui capô, para-choque, grade do radiador e faróis redesenhados. Com isso, o carro ficou com aspecto um pouco mais moderno, o que ajuda a se aproximar do concorrente Kicks SL (R$ 97.990) quando o assunto é design entre os SUVs compactos .
 
Por dentro, a principal mudança do HR-V fica por conta da central multimídia, que ficou mais fácil de ser usada,  de maneira intuituva e com melhorias não apenas da resolução dos gráficos, mas também na velocidade do processamento das informações. No Kicks, a central é ainda mais completa, capaz de ler arquivos em MP4 (vídeo) e, de quebra, tem até leitor de CD.
Outra vantagem do Nissan em relação ao Honda é o cluster digital, que pode ser configurado na versão topo de linha SL. No lugar do contagiros é possível visualizar informações do computador de bordo, como consumo, autonomia e velocidade média. No HR-V os instrumentos são analógicos. Em contrapartida,  o Honda tem freio de estacionamento elétrico e não o tradicional, com alavanca do Kicks, que contra-ataca com partida por botão.
 
O equilíbrio entre os dois SUVs pode ser reparado em vários outros pontos, inclusive nas dimensões e no espaço interno. Ambos têm a mesma distância entre-eixos de 2,61 metros e os porta-malas são quase do mesmo tamanho (432 litros do Kicks e 437 litros do HR-V). O que o Honda leva uma pequena vantagem é na habitabilidade, com melhores porta-objetos.
 
Acelerando os SUVs compactos
 
As maiores diferenças entre HR-V e Kicks aparecem apenas depois de dar a partida. O Honda poderia ter um motor mais moderno, mas o 1.8  ainda é mais eficiente que o 1.6 da Nissan.  Além de ter mais fôlego, funciona com caixa CVT que simula 7 marchas e conta com hastes no volante para trocas sequenciais, ao contrário do rival. 
 
No Honda,  são 9,2 kg/cv ante 10 kg/cv do Nissan, garantindo mais agilidade nas aceleracões e retomadas do HR-V, que teve mudanças na suspensão na linha 2019, passando a absorver melhor as irragularidades do piso. Ambos têm direcão elétrica, com raios de giro bem parecidos 10,6 m no Honda e 10,2 m no Nissan, tornando-os fáceis de serem manobrados, mesmo em vagas apertadas de shoppings e condomínios.
 
Mais um ponto a favor do Honda é o isolamento acústico, que também melhorou na linha 2019, deixando o carro mais silencioso tanto no dia a dia quanto na estrada. Nesse aspecto, o Nissan precisa evoluir. Dá para ouvir até grãos de areia batendo na caixa de roda.  Ao acelerar, o ronco do motor invade o interior.
 
Entretanto, por ser um pouco mais leve (1.142 kg ante 1.276 kg) e ter menor cilindrada, o Kicks é um pouco mais econômico com gasolina (11,4 km/l na cidade e 13,7 km/l na estrada ante 11 km/l e 12,3 km/l do HR-V, respectivamente). Outra vantagem do Nissan é o vão livre do solo de 20 cm ante 17,7 cm do Honda, o que facilita passar por obstáculos urbanos, como valetas e lombadas.
 
Conclusão
 
O duelo entre  HR-V e  Kicks, nas versões topo de linha, é bastante acirrado. O Honda se destaca pelo melhor desempenho e no conforto. Embora custe mais caro que o Nissan, acaba saindo com uma vitória apertada, o que mostra que precisa evoluir mais para se manter na liderança de vendas entre os SUVs compactos.   
 
A versão Touring, com motor 1.5 turbo, deverá ser mais um avanço do HR-V para ganhar apelo. Mesmo assim, pode não ser o suficiente, uma vez que vem aí o VW T-Cross, em abril, com uma série de novidades que deverão se tornar referência no segmento de SUVs compactos .
 
Ficha técnica - Honda HR-V EX-L 
 
Preço: R$ 108.500
 
Motor:  1.8, quatro cilindros, flex
 
Potência:  139 cv (G) / 140 cv (E) a 6.300 rpm
 
Torque:  17,3 kgfm (G) / 17,4 (E) a 5.000 rpm
 
Transmissão:  automática, CVT, simula 7 marchas, tração dianteira
 
Suspensão: Independente, McPherson (dianteira) / eixo de torção (traseira)
 
Freios: Discos ventilados (dianteiros) / discos sólidos (traseiros)
 
Pneus: 215/55 R17 
 
Dimensões: 4,33 m (comprimento) / 1,78 m (largura) / 1,59 m (altura), 2,61 m (entre-eixos)
 
Tanque: 51 litros
 
Porta-malas: 437 litros 
 
Consumo etanol: 7,7 km/l (cidade) / 8,6 km/l (estrada)
 
Consumo gasolina: 11 km/l (cidade) / 12,3 km/l (estrada)
 
0 a 100 km/h:11,2 segundos 
 
Velocidade máxima: 175 km/h
 
Ficha Técnica - Nissan Kicks SL  
 
Preço: R$ 97.990
 
Motor:  1.6, quatro cilindros, flex
 
Potência:  114 cv a 5.600 rpm
 
Torque:  15,5 kgfm a 4.000 rpm
 
Transmissão:  Automático, CVT, simula seis matchas, tração dianteira
 
Suspensão: Independente, McPherson (dianteira) / Eixo de torção (traseira)
 
Freios:  Discos ventilados (dianteiros) / tambor (traseiros)
 
Pneus:  205/55 R17
 
Dimensões: 4,30 m (comprimento) / 1,76 m (largura) / 1,59 m (altura), 2,61 m (entre-eixos)
 
Tanque: 41 litros
 
Porta-malas: 432 litros 
 
Consumo etanol: 7,7 km/l (cidade) / 9,4 km/l (estrada)
 
Consumo gasolina: 11,4 km/l (cidade) / 13,7 km/l (estrada)
 
0 a 100 km/h: 12,4 segundos 
 
Velocidade máxima: 175 km/h
 

Fonte: Carros - iG